quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Café da madrugada

Esse negócio de felicidade é complexo. E esse outro negócio de conhecimento, principalmente quando auto, deixa tudo desesperador.
Sabe aquele sentimento do tipo "falta algo"?! A gente busca, busca, busca... Até encontra uma satisfação aqui, outra ali... Mas o sentimento continua. Senhora perseguição!
Daí ouço o conselho: seja feliz a cada segundo. E talvez até desse certo, se a cada segundo a super mente questioracionalizadora não me fizesse ter mais convicção de que sou uma alienígena aqui.
Então, durante uma conversa amigável, num agradável café, veio à tona aquela célebre frase, do filósofo Teilhard de Chardin e reproduzida pelo psicoterapeuta Wayne Dyer: "Não somos seres humanos vivendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais vivendo uma experiência humana." 
Seguindo essa linha, até que minha convicção não é tão desajustada. Mas, enquanto não faço uma terapia com o Dr. Wayne, vivamos à Novos Baianos: vou mostrando como sou e vou sendo como posso. 
Preciso descobrir como um ET é feliz. Ou, talvez, a ignorância seja a chave que abre todo um portal.
Danou...
Pra quem curte... segue o vídeo da música que citei, sagazmente intitulada Mistério do Planeta: http://www.youtube.com/watch?v=WWfseMcAUZY

Nenhum comentário:

Postar um comentário